Veja 40 passeios grátis em São Paulo

Está com pouca grana? Decidiu começar a economizar? Tempos de crise? Seus problemas acabaram! Ninguém fica mais parado no sofá. Preparei essa lista com 40 atividades/lugares e passeios grátis em São Paulo.

Na verdade, a lista tem mais de 40 pontos para visitar, mas acabei agrupando alguns por localidade/programação. E a ideia é que você monte o seu próprio roteiro, combinando atrações diferentes de acordo com o dia de gratuidade, com o seu pique para bater perna. Pretendo ir aumentando esta lista, então ela estará sempre atualizada!

E se você tiver uma dica, coloque aí nos comentários! Vamos aumentar esta lista juntos, afinal todo mundo quer guardar um dinheirinho, vai?

  1. Parque Ibirapuera: Tem tanta coisa ali que você certamente passará uma tarde. Dá para andar de bicicleta, caminhar, jogar bola, fazer piquenique ou só ficar de boa tomando um sol. Ali você ainda pode visitar o MAM e o Museu Afro gratuitamente aos sábados –fora que vira e mexe sempre rola um show grátis aos finais de semana no parque.

    O fim do dia no lago do Ibirapuera. Foto: Talita Marchao
  2. Museu do Futebol: Você tem entrada gratuita às terças. Fica ali no Estádio do Pacaembu (de quebra, você pode gastar a grana do ingresso em um pastel de feira ali na frente do estádio)
  3. Planetário do Ibirapuera: Tem quatro sessões aos domingos; em meses de férias, funciona também aos sábados e feriados. Sempre 13h, 15h, 17h e 19h. As senhas são distribuídas uma hora antes (está separado da opção do parque porque acho que ele merece uma visita separadamente)
  4. Memorial da Resistência: Além da visita pelo ex-edifício do Deops, que é uma verdadeira aula de história, o Memorial tem exposições rotativas. Ali você aproveita e visita também a “Estação Pinacoteca”, uma espécie de puxadinho da Pinacoteca.
  5. Pinacoteca: Também é gratuita aos sábados, e também rende um passeio pelo Parque da Luz, cheio de esculturas modernistas e um aquário subterrâneo. O passeio pode começar a partir da Estação da Luz (sim, vá de trem ou metrô). A Pinacoteca tem a exposição fixa e as rotativas –e as crianças costumam curtir o prédio!
  6. Cinemateca: Tem filmes gratuitos todos os dias, e os ingressos são retirados uma hora antes da sessão. Você confere a programação no site ou no Facebook. Ela fica ali pertinho do Parque Ibirapuera.
  7. Red Bull Station: Fica na Praça da Bandeira, em um prédio antigo da estação de energia de SP. Além da cafeteria e do terraço com uma vista bacana, tem exposições e shows
  8. Japan House: o centro cultural japonês fica no comecinho da Avenida Paulista e tem uma série de exposições. De vez em quando rolam até umas visitas guiadas. Lá também tem um café e um restaurante.
  9. Instituto Moreira Salles: é o novo queridinho das fotografias da Avenida Paulista. Fica ali na Consolação, e tem mostras de fotografia, exibição de filmes e palestras (além da clássica vista para a avenida)

    A vista do IMS. Foto: Talita Marchao
  10. Fiesp: O centro cultural tem shows abertos ao público aos domingos, na Paulista Aberta, exposições gratuitas e o teatro popular do Sesi –aliás, fica a dica: as unidades do Sesi e oferecem pelas de teatro grátis (vale a pena olhar se alguma no seu bairro tem uma programação legal!)
  11. CCSP: O Centro Cultural São Paulo é um dos lugares mais legais da cidade: tem filme, teatro, biblioteca, shows e uma série de atividades e oficinas
  12. Caminhada noturna: ela ocorre no centro de SP todas as quintas-feiras, às 20h. Sai da frente do Theatro Municipal. É só chegar
  13. Cemitério da Consolação: a visita guiada acontece toda terça e quinta, às 14h. Quem faz o passeio, mostrando as obras e curiosidades do local e de seus “protagonistas” é Popó, um ex-coveiro. A visita precisa ser agendada, ok?
  14. MAC: Além de ter um terraço com uma vista maravilhosa, ele tem uma série de espaços interativos que todo mundo curte (e de quebra ainda dá para fazer um passeio pelo Ibirapuera)

    A vista do MAC. Foto: Talita Marchao
  15. Itaú Cultural: além das exposições e eventos, há filmes e peças de teatro grátis! É só retirar o ingresso com uma hora de antecedência
  16. Sesc: Pode ser no novo Sesc da Paulista, no da Pompeia, no Belenzinho, no Ipiranga ou em Interlagos –são só alguns exemplos, há unidades por toda a cidade- cada unidade tem uma série de atividades gratuitas, filmes, oficinas (até a piscina, se você tiver a carteirinha)
  17. Museu de Zoologia: Fica ali no Ipiranga, pertinho do museu.. Além da exposição, tem um monte de atividades para crianças
  18. Sala São Paulo: Aos sábados e domingos, há visitas monitoradas gratuitas. Além disso, há concertos gratuitos pela manhã, aos domingos, e algumas noites da semana (é preciso checar a programação)
  19. Theatro Municipal: toda segunda e quarta-feira há uma apresentação grátis! (Segunda é no saguão, e quarta no salão nobre). Além disso, há também as visitas monitoradas –quartas, sextas e sábados!

    O hall
  20. Mirante 9 de Julho: Além da vista super bacana, de vez em quando rolam apresentações musicais e até uns filmes exibidos ao ar livre
  21. Pico do Jaraguá: sim, a visita ao ponto mais alto de São Paulo é gratuita. Você pode subir por meio de trilhas ou de carro
  22. Museu da Imigração: gratuito aos sábados, fica no prédio da antiga hospedaria do Brás, que recebeu imigrantes até a década de 70. É possível visitar as exposições, os jardins e ver a Maria Fumaça –mas o passeio nela é pago
  23. Casa das Rosas: além dos cursos e oficinas –e da própria visita ao prédio– exibem ainda filmes gratuitamente. Ah, e a varanda rende fotos excelentes da Avenida Paulista e do mural do Niemeyer
  24. Beco do Batman: pensa em um lugar que rende um milhão de fotos? Sim, este é o Beco do Batman
  25. Jardins do Museu do Ipiranga: já que o museu está fechando sem previsão de abertura, resta o jardim –que é lindo, rende um belo passeio! E para quem curte um skate, a “ladeira” da segunda parte do parque rende uma baita descida
  26. Catavento Cultural: o museu favorito das crianças é grátis aos sábados. Super educativo, interativo e do lado do metrô!
  27. Instituto Tomie Ohtake: Algumas exposições têm entrada gratuita, é preciso checar se o que você quer ver está na lista (e não tem uma fila gigantesca)
  28. Parque do Carmo: é um pouco difícil de chegar, mas é famoso pelo bosque de cerejeiras (que fica lindo no nosso inverno). Aliás, lá também tem um planetário!
  29. Paulista Aberta aos domingos: tirando todos os museus e centros culturais da avenida, o espaço em si é muito legal para curtir. Numa caminhada por ali você esbarra em músicos de rua, artistas, tem até aula de dança. Dá para levar cachorro para passear, andar de bicicleta, patins, skate. Tem espaço para todo mundo!
  30. Copan: A visita ao terraço acontece duas vezes por dia, 10h30 e 15h30, de segunda a sexta-feira. E não precisa de reserva, é só chegar

    Copan inteiro
  31. Paranapiacaba: não é bem na capital –pelo contrário, é bem longe– mas a vila rende um passeio para o dia todo. Você chega lá de carro ou trem + ônibus. No inverno rola o clássico festival de música
  32. Piscinas públicas: não são só as piscinas do Sesc que estão disponíveis. Os CEUs também lideram para uso –desde que você tenha uma carteirinha. Aliás, eles têm diversas atividades gratuitas para a comunidade, e rolam até uns shows e peças teatrais de vez em quando
  33. Parque Villa Lobos: o espaço lá é fantástico para pedalar, patinar, brincar, levar cachorro para passear, tem de tudo! O parque ao lado, o Cândido Portinari, tem até uns quiosques cobertos, com mesinhas, para piquenique
  34. Bibliotecas: Elas têm várias atividades bacanas gratuitas. A que fica dentro do Parque Villa Lobos é cheia de oficinas e contação de histórias, principalmente para crianças e adolescentes. Já a Biblioteca de SP, que fica no Parque da Juventude, em Santana , também oferece alguns cursos e bate-papo com autores

    Reprodução/Mosteiro.org.br
  35. Catedral da Sé + Mosteiro de São Bento: Estes estão no quesito “matar a curiosidade para ver como é dentro do local”. Na Sé, você pode entrar em qualquer horário, mas para visitar a cripta é preciso pagar (R$ 7, preço de abril de 2018). Já o Mosteiro, além da visitação grátis, tem concertos gratuitos de vez em quando (vale consultar no site a programação)
  36. Prefeitura de SP: a visita monitorada permite conhecer não só o Edifício Matarazzo por dentro, mas principalmente os jardins suspensos do terraço. São três visitas monitoradas por dia, e não é preciso reservar antecipadamente, é só chegar
  37. Minhocão de Sábado e Domingo: na mesma linha da Paulista Aberta, é um baita espaço livre para passeio. A vantagem é poder admirar com calma os jardins suspensos e os grafites (além das vistas fantásticas a partir do elevado)
  38. Palácio dos Bandeirantes: o palácio do governo estadual também tem visitação aberta ao público. O passeio é monitorado por educadores e acontece entre terça e domingo
  39. Masp: a entrada é grátis às terças-feiras. Vale para ver a exposição fixa e as temporárias. É uma baita chance de ver um dos museus mais famosos do Brasil por dentro –e agora ele está ainda mais lindo com os cavaletes de vidro
  40. Templo Zu Lai: o templo budista na verdade fica em Cotia, não exatamente em são Paulo. É um lugar super bonito, e grupos acima de 15 pessoas podem reservar a visita guiada. Os jardins rendem fotos lindas!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Um pensamento em “Veja 40 passeios grátis em São Paulo”

%d blogueiros gostam disto: