A viajante

Viajo porque preciso, volto porque o dinheiro acaba e tenho 2 gatos me esperando em casa. Meu nome é Talita Marchao, jornalista formada pela Faculdade Cásper Líbero, com passagens pelo Estadão, Editora Abril e UOL. Mas sou turista por necessidade, para ser feliz. Defendo o direito de perder-se sem entender o mapa de uma cidade; de aprender coisas novas desde o começo do dia até o último minuto antes de dormir; de conhecer culturas diferentes; de economizar durante meses para gastar do outro lado do mundo.

Como jornalista, conheci muita coisa desse planeta a trabalho, mas sei que não existe nada melhor do que perder horas pesquisando cidades, fotos, pessoas, hotéis, albergues, mapas, companhias aéreas. (Aliás, se ficou curioso, aqui está o que aprontei na Rússia, no Japão e na Colômbia). Não tenho vergonha de tirar “foto de turista”. E fico triste sempre que deixo uma cidade, imaginando se terei a oportunidade de voltar.

Acabei adotando dois gatos pretos quando decidi morar sozinha, e virei uma destas viajantes que fica recebendo fotos diárias dos animais enquanto são cuidados por alguém em casa. Aliás, descobri que fazer malas com dois gatos em casa é quase uma missão impossível (eles tentam entrar nas malas o tempo todo, e teve uma época em que um deles decidiu que dormiria dentro da mala por uns dias).

Tenho o péssimo costume de contaminar os amigos com essa “mania de viagem”. Mas quem melhor resumiu o que sinto foi uma senhorinha de mais de 80 anos que conheci em Munique, enquanto esperava um voo para São Paulo em 2012, vindo do Japão. Ela já tinha visitado o mundo todo (o marido tinha sido diplomata e, desde que tinha ficado viúva, viajava com um grupo de terceira idade bem rico). A análise dela foi meio esquisita ao comparar a vontade de viajar com um parasita, mas faz todo sentido. “Quando o bichinho da viagem entra na sua pele, no seu sangue, ele domina o seu corpo e você nunca mais vai deixar de viajar. É crônico, mas é uma delícia.”

Bem vindo ao meu tabuleiro de War (ou o meu diário de viagens)!