Turista pode usar bilhete único em São Paulo!

1779225_10203399308927681_1408166429_n

Cada passagem de metrô em São Paulo custa R$ 3,80. De ônibus também. Isso significa que o gasto pode ser bem alto em um dia turistando pela cidade. Os paulistanos podem usar o famoso bilhete único –aquele cartão que você recarrega nas lotéricas, nas máquinas do metrô e há uma lenda de que algumas vezes na eternidade um app também funciona para isso.




A SPTrans orienta para o morador da cidade fazer um cadastro na internet e depois retirar o cartão em uns postos específicos. O que ninguém sabe é que o turista também pode usar este cartão (e sem esse cadastro demorado!).

Basta comprar um bilhete único anônimo. Funciona assim: você paga o preço de uma passagem por ele (ou seja, R$ 3,80). Você pode comprá-lo nos terminais de ônibus e em alguns postos de recarga. E pronto!

E onde comprar? NESTES ENDEREÇOS <3

O último metrô do dia é um clássico paulistano
O último metrô do dia é um clássico paulistano

Você pode carregar um valor qualquer em dinheiro e sair usando, aproveitando o desconto da integração entre ônibus e metrô e pegar 4 ônibus em 3 horas no preço de uma passagem (ou um metrô e 3 ônibus pagando a integração). Vale super a pena, vai? Só ônibus sai por R$ 3,80. Com o metrô, rola o desconto e você paga R$ 5,92 em tudo.

Liguei para o 156  (o serviço oficial da Prefeitura) em agosto de 2016, e informaram que pode haver dificuldade em encontrar este cartão anônimo. Mas não desista!

Mas e o bilhete único diário e semanal? Sim, eles existem! Mas para quem tem o bilhete cadastrado. Infelizmente ele foi descontinuado em agosto da forma anônima por causa das fraudes do pessoal que comprava o bilhete diário e vendia as passagens na catraca.

Para quem se animar com o cadastro: o bilhete diário custa R$ 15 para usar apenas ônibus (ou apenas para metrô) e R$ 24 para ônibus e metrô. Você pode embarcar o dia todo no metrô de SP (respeitando a tolerância de meia hora para a próxima utilização) sem descontar os R$ 3,80. Dá para ir até os extremos da cidade sem gastar muito.




O semanal custa R$ 48 somente para ônibus (ou somente para metrô) e R$ 75 para usar os dois. Saber se esta opção vale a pena demanda alguns cálculos com base em seu roteiro de passeios na cidade.

Vale lembrar que agora SP tem o ônibus noturno (nunca usei, mas é uma opção bacana se você estiver em grupo). Além disso, fica a minha recomendação: use somente táxi de aplicativo. Não é que eu não confie nos táxis da cidade, mas o app gera um registro do local em que você embarcou, desembarcou e do comprovante de pagamento. E sim, o Uber sai mais em conta que o táxi aqui.

Fique no último vagão (ou no primeiro) da linha amarela e tire esta foto clichê paulistana
Fique no último vagão (ou no primeiro) da linha amarela e tire esta foto clichê paulistana

Mas você é jovem e ama sair na madrugada. Ou é um madrugador ou insone e sai bem cedo? O metrô encerra as operações meia noite (exceto aos sábados, que eles esticam até 1h). E dane-se se é dia de show no meio da semana ou de futebol: vai parar de rodar meia noite. O ônibus para por volta de meia noite (este por volta em importante, já que ele sai do ponto final neste horário e você pode pegá-lo na rota). Metrô e ônibus voltam a funcionar 4h40 (ver o pessoal voltando da balada cochilando na porta do metrô perto deste horário é um clássico paulistano).



Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

14 pensamentos em “Turista pode usar bilhete único em São Paulo!”

%d blogueiros gostam disto: