Onde comer barato em Playa del Carmen

Como viajante de baixo orçamento, fiquei bem surpresa com os preços mexicanos –no bom sentido. Como moro em São Paulo e estou “acostumada” a pagar caro para comer, levei um baita susto quando comecei a fazer contas convertendo o peso mexicano. Mas comparando o custo de vida/alimentação no México, é muito mais caro comer em Playa del Carmen (onde fiquei hospedada) do que na Cidade do México. Por isso, vou compartilhar onde comer barato em Playa!




Ah, mas porque você não cozinhou, Talita? Não vale a pena! Juro! Exemplo: uma lasanha congelada, dessa com gosto de farinha e isopor que a gente come quando está com pressa na vida, custa em média 90 pesos. Em um restaurante italiano, comi por 115 pesos a lasanha feita na hora, fresquinha, fatias de pão caseiro, uma limonada de 500 ml, um café e uma tortinha de Nutella (do tamanho de uma empada, pequena). Sempre faça a divisão por 5 para ter uma ideia de quanto custaria em real. E aí, te convenci?

Como eu vivi somente de tacos (café, almoço e janta) nos quatro primeiros dias no México, vou dar dicas de restaurantes relativamente baratos, com um custo/benefício justo, gostosos e que não têm comida mexicana, para quando você sentir que enjoou dos tacos (eu senti isso no quinto dia haha). Espero que ajude! (Ah, e nenhum deles é propaganda, ok?

 

PapaCharly
Calle 30 norte entre as avenidas 25 e 30 norte

Reprodução/ Facebook do PapaCharly Pasta Factory

A dica do Papacharly, um italiano excelente, foi da Marilia, que me hospedou em Playa. É um restaurante com cara praiana, bem simples e gostoso. O forte deles é a massa artesanal e o café da manhã. O café com leite em uma xícara bem honesta e bem servida, o suco de laranja feito na hora, duas fatias de pão quentinho bem macios, manteiga e uma geleia caseira de morango incrível saem por 60 pesos (sim, R$ 12). Com wi-fi e atendimento maravilhoso.

A massa também é bem interessante. Pedi o que eles chamam de canelone, mas que na verdade é uma panqueca. Escolhi carne e champignon, para viagem. Vieram quatro panquecas hiper bem servidas, alimentaria duas pessoas facilmente por 130 pesos. Levei para casa, guardei e jantei por dois dias (já aviso que o de carne é um pouco picante para quem não está acostumado com pimenta).

Chou Chou Café
Avenida 20 com a Calle 24 norte

Vá com tempo (muito tempo, o serviço é lento, propositalmente lento). Mas o café da manhã é daqueles que você come, come, come e passa o dia inteiro satisfeito. Café com leite em um balde praticamente, suco de laranja (que não é natural, mas tá valendo) ou toranja (odeio toranja, mas vai que você gosta), Uma metade de uma baguete quentinha, uma fatia de pão de forma sovado quentinha e um croissant de chocolate, manteiga e geleia de frutas vermelhas. Tudo por 95 pesos (R$ 19).

Ok, não é barato. Mas aqui em São Paulo você espira e gasta R$ 13 só no queijo quente. Acabei não aguentando tudo isso e leve o croissant para o passeio em Chichen Itza.

Kaxapa Factory
Calle 10 norte entre as avenidas 15 e 20 norte

O incrível pacatón da Kaxapa. Foto: Reprodução/ Kaxapa Factory

Este é, na minha opinião, o melhor custo/benefício de Playa. Baita restaurante venezuelano delícia! A dica foi da Andrea, da agência de passeios Travel Ahead. O atendimento da casa é incrível, sério: você chega e ganha uma prova de sucos da casa. Na hora da saudade do arroz e feijão, é o que há de mais próximo do que estamos acostumados no Brasil. Mas eles têm também os clássicos latinos tipo as arepas, empanadas e os patacones (e a kaxapa). Pedi um patacón (uma espécie de tostada de banana verde) recheada com metade carne, metade frango, com queijo oaxaca (o melhor queijo do México). Vem tudo como um grande saduíche com alface, mas só dá para comer com talheres. Gasto médio de 130/150 pesos e um atendimento fantástico,

Los Aguachiles
Contituyentes entre a avenida 5 e a praia ou calle 34 entre as avenidas 25 e 30

Opção excelente e barata para comer ceviche, camarões e os aguachiles, óbvio. Para um casal dividir, a porção de ceviche tem bom tamanho e bom preço. Como viajante sozinha que ama ceviches, a tostada foi uma opção tão farta que acabei pedindo duas e não aguentei. Tostadas ficam à vontade na mesa como aperitivo. Você gasta em média uns 120 pesos, e a comida é bem gostosa. O problema é o serviço, que é meio ruim. Fui no da calle 34, que era menos turístico (talvez seja por isso que o serviço foi tão estranho para mim). O da Contituyentes é hiper turístico, mas achei estranho quando a hostess me sugeriu  que os pratos eram para duas pessoas, e eu iria tomar prejuízo sozinha (honesto, mas estranho, vai?).

E SE VOCÊ QUISER TACOS?

Don Sirloin
Tem em toda esquina praticamente

Comida mexicana, tacos mexicanos, guacamole picante (não existe guacamole sem pimenta no México). E eles têm o que você estará procurando: o clássico taco al pastor (taco de carne). A dica de “como avaliar o lugar de comer taco” foi dada por um guia na Cidade do México: coma onde você vê a carne sendo assada E se ela tiver um ABACAXI em cima –a fruta deixa a carne saborosa). Mas eles têm também as quesadilhas, os burritos, enchiladas, tudo o que você quer comer no México.

 

Para ajudar no seu planejamento:

Booking: Quer reservar hospedagem com um preço camarada, ajudar o blog e ter a opção de cancelar?
Teotihuacán: como visitar as pirâmides a partir da Cidade do México
Tudo o que você precisa saber para viajar para o México
Impressões mexicanas e o que a Cidade do México me ensinou
Como visitar Chichen Itza, a cidade dos maias
Dicas para mergulhar em Cozumel e conhecer “El Cielo”
Onde comer barato em Playa del Carmen



Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: