Roteiros em São Paulo no fim de semana para fugir do óbvio

Quando fui convidada pela Expedia para indicar roteiros em São Paulo que fugissem do óbvio, logo pensei que seria quase impossível escolher entre tantas coisas para fazer e tantas formas diferentes de ver a cidade. São Paulo é tão grande e incrível que é possível ser turista de todo jeito, até mesmo sendo paulistano.

Pensei em propostas para um fim de semana. Já que estamos fugindo do óbvio, que tal fugir do trânsito? Você precisará de um bilhete único, alguns apps de transporte e um app para “zona azul”, as vagas especiais nas ruas, caso venha de carro –mas estacione e ganhe tempo com o transporte público!

Se for passar mais que 3 dias na cidade, confira as dicas de roteiro da Expedia Brasil.

Para aventureiros

Que tal já começar o fim de semana vendo a cidade do alto? A trilha da Pedra Grande, no Horto Florestal, termina com uma vista de tirar o fôlego e, se o dia estiver bem aberto, dá até para ver a Serra do Mar. Quem tem boa visão (ou um bom binóculo), acha fácil o Copan; as antenas da Paulista e outras referências são facilmente vistas. A trilha, ida e volta, tem 9km. É recomendável levar, além da água, um lanchinho –já que não há lanchonetes no local.

Foto: Talita Marchao

Depois de descansar as pernas, que tal um rapel noturno descendo a ponte do Sumaré? Várias agências oferecem o serviço e incluem o equipamento –algumas também imagens da descida. Como a atividade é monitorada, não é preciso ter experiência.

Domingo é dia da bike, seja para pedalar pela Avenida Paulista aberta ou em um dos roteiros oferecidos gratuitamente pela Bike Tour SP (é preciso reservar antes e levar 2kg de alimento não-perecível). Existem roteiros pelo Centro Velho, pela própria Paulista, pela Vila Madalena… É só escolher. Eles oferecem a bike e os equipamentos, como o capacete. E se você quiser dormir até mais tarde, não tem problema: os passeios são feitos em vários horários.




Para repor todas as calorias perdidas no fim de semana, acho justo encarar a aventura de um restaurante rodízio: japonês, pizza e até de petiscos, tem para todos os gostos!

Em tempos de crise

Já que a proposta é economizar, que tal aproveitar os lugares com entrada gratuita aos finais de semana? A Pinacoteca, na Luz, tem entrada grátis aos sábados e um acervo incrível. E não é só isso: você ainda visita o Parque da Luz, cheio de esculturas; a cinco minutos dali está a Estação Pinacoteca, onde os quadros que você conhece dos tempos da escola estão expostos (entrada gratuita).

Ali fica também o Memorial da Resistência, com uma baita lição de história dos tempos da ditadura militar (também sem cobrança). A tristeza é perder o Museu da Língua Portuguesa, destruído em um incêndio no fim de 2015.

E que tal uma vista de tirar o fôlego sem pagar qualquer real pela entrada (no fim de semana todo)? Então vá até o prédio do Museu de Arte Contemporânea (MAC), no Parque Ibirapuera. Suba até o terraço no 8º andar e aproveite a visão do parque lá do alto –em dias claros, é possível ver até o Pico do Jaraguá atrás o Obelisco.

Foto: Talita Marchao

Em seguida, que tal uma sessão grátis do Planetário, reinaugurado recentemente? Os ingressos são distribuídos 1h antes de cada sessão, então se organize para chegar antes –são realizadas somente duas por dia, vale checar a programação.

Lembrando que os passeios do Bike Tour SP também valem para este roteiro, já que a única coisa cobrada são 2kg de alimentos não-perecíveis. E aí dá para escolher: aproveitar os passeis no sábado ou no domingo.

Já que a proposta é economizar, vale a dica da Feira da Liberdade, onde é possível comer bem, compartilhar os pratos e não gastar muito. E não pense que é só peixe cru: tem o arroz com frango ao curry, o udon (uma sopa típica), o yakisoba e até churrasco.



Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Um pensamento em “Roteiros em São Paulo no fim de semana para fugir do óbvio”

%d blogueiros gostam disto: