Passeio na Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro

Este slideshow necessita de JavaScript.

Quando a gente pensa em Rio de Janeiro, de cara planeja visitar o Cristo e o Bondinho. E admito que, quando me sugeriram a tal Ilha Fiscal, fiquei com cara de HEIN? Mas sabe que o passeio vale muito a pena? Vamos do começo:

  • Mas o que é a tal Ilha Fiscal? É uma ilha (!!!!!!), ligada artificialmente ao continente, em que está instalado um prédio (muito fofo) onde funcionava um posto alfandegário da época do império. Mas o lugar é famoso mesmo por ter realizado o tal último baile da monarquia, dias antes da Proclamação da República.

  • Existem duas formas de chegar lá: de ônibus (da Marinha) ou de barco (da Marinha). O ingresso mais barato (de bus) custa R$ 20 e é vendido no museu da Marinha, que fica pertinho do Paço Imperial. (Estudante e idoso pagam meia, tá?) O passeio de barco era mais caro (e bem disputado). Para pegar o barco é preciso chegar bem cedo. Como vocês podem notar, fui de bus. Passamos por aqueles barcos de guerra bem grandes e, com muita atenção, dá pra ver até o fiasco do barco da comemoração de 500 anos que não conseguiu navegar (lembra-se dessa história? Pois é, o barco tá lá). Por causa das obras da demolição da Perimetral, a visita ao submarino e todos esses barcos está fechada. Triste, triste. Mais infos são encontradas aqui.

  • O passeio é feito por uma guia e dura pouco mais de uma hora. Muita história, uma exposição da Marinha no prédio e você não poderá subir até o relógio. Mas o bacana mesmo é a vista da baía de Guanabara, da ponte Rio-Niterói, de Niterói, do Pão de Açúcar e do centro do Rio. É de tirar o fôlego.

Admito que saí de lá com a sensação de que fiz o passeio pela metade (já que perdi a parte do barco). Tente fazer o passeio com o barco!

 

[wpgmza id=”1″]

 

 

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Um pensamento em “Passeio na Ilha Fiscal, no Rio de Janeiro”

%d blogueiros gostam disto: