Para ver moinhos de verdade, saia de Amsterdam

Este slideshow necessita de JavaScript.

O título pode até decepcionar quem pretende conhecer a cidade num primeiro momento, mas a viagem até Zaanse Schans vale a pena. É um vilarejo à beira do rio Zaan, na cidade de Zaandam, a cerca de 15km de Amsterdam (basicamente a distância entre a ponte das Bandeiras e o início da rodovia Castello Branco pela Marginal do Tietê, em São Paulo).

Zaanse Schans tem seis moinhos em funcionamento, e é possível visitar alguns deles com o Iamsterdam City Card, entre eles uma serraria e outros dois que produzem óleo. Existem ainda alguns museus, restaurantes e as clássicas lojinhas de souvenir com os famosos tamancos de madeira (é possível ver como são feitos).

Não planeje mais do que meio dia para conhecer a vila e, se possível, vá cedo e aproveite a tarde em Amsterdam. A viagem começa na Centraal Station. Compre o bilhete para Koog-Zaandijk (a linha segue para Alkmaar). Preste bastante atenção para pegar o trem certo, já que trens diferentes partem da mesma plataforma. Entrei no primeiro que parou ali e quase fui para em Bruxelas, na Bélgica. A moça que verifica os bilhetes foi gentil, percebeu que não tentei dar o golpe, me ajudou a descer na parada seguinte e ainda explicou o que deveria fazer para chegar até Zaanse Schans.


No caminho até Koog-Zaandijk, repare nos “moinhos modernos”. São centenas de aerogeradores pelo caminho (prova de que venta muito na Holanda). A vista da Zaandam industrial assusta, e parece que o mundo vai se acabar em poluição. Você saberá que chegou na estação de Koog-Zaandijk pelo cheiro de cacau: ela fica na frente de uma fábrica de chocolates bem grande.

Não desanime na pequena caminhada. Quando você começar a pensar “mas onde estão os moinhos?”, logo verá o “De Bleeke Dood” (ou A Pálida Morte), um dos moinhos de farinha mais antigos do país (restaurado, claro). Ao lado dele está a longa ponte sobre o rio Zaan, que leva à Zaanse Schans, um museu a céu aberto com uma paisagem de tirar o fôlego. O Iamsterdam Card dá direito a um passeio de barco em alguns dias da semana. Fique atento!

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: